terça-feira, 4 de novembro de 2014

Mercedes compra parte da MV Agusta


Operação será oficializada em novembro 

 A Mercedes-Benz irá adquirir 25% de participação na MV Agusta. Nenhum detalhe financeiro da operação foi revelado pelas marcas europeias e a parceria ainda está sujeita à aprovação das autoridades competentes, que deverão decidir o caso até o final novembro. O acordo prevê cooperação entre as duas empresas nas áreas de marketing e vendas, além de pesquisa e desenvolvimento. A Mercedes também irá nomear um membro para fazer parte do conselho de administração da MV Agusta.

 Para Tobias Moers, diretor executivo da Mercedes-AMG, a marca de automóveis não poderia ter encontrado um parceiro melhor. “Encontramos o parceiro perfeito no segmento de duas rodas. As duas marcas não estão conectadas apenas por ter uma longa tradição nas pistas, mas partilham os mesmos valores e objetivos para o futuro'', ressalta. Já Giovanni Castiglioni vê na parceria uma boa oportunidade para expansão. “A Mercedes-AMG vai ajudar a MV Agusta a expandir globalmente e acelerar nosso crescimento'', ressalta.

A Rivale 800 é o modelo mais recente da marca a chegar ao Brasil 

 No Brasil, as operações da MV Agusta são comandadas pela Dafra Motos. A reportagem da INFOMOTO entrou em contato com a empresa, por meio de sua assessoria de imprensa que ainda não tinha nenhuma posição oficial para comentar sobre a parceria com a Mercedes-Benz. De janeiro a setembro de 2014, foram vendidas 136 motos da marca no País.

 Em 2012, o Grupo Volkswagen, por meio da Audi, comprou a Ducati, outro ícone italiano sobre duas rodas. O objetivo foi praticamente o mesmo: globalização da marca e ampliação dos negócios. Hoje, a Ducati tem sua subsidiária no Brasil. A marca vendeu até 30 de setembro 816 unidades e está na 17ª posição entre as marcas mais vendidas, segundo dados da Fenabrave. Já a MV não aparece entre as 20 melhores empresas em desempenho de vendas do setor no País.