domingo, 18 de maio de 2014

Harley-Davidson Iron 883

O modelo de entrada da H-D será testado em diferentes condições 

Para nosso prazer – e espero que para vocês leitores, também – estamos de volta com o Teste dos 30 Dias. Pedimos desculpa por demorar tanto – o último acabou em fevereiro – mas nem sempre é fácil conseguirmos que algum fabricante empreste-nos uma moto por um mês. Agora conseguimos a Harley-Davidson XL883N Iron modelo 2014. Outra boa pedida depois da Suzuki Gladius, a meu ver, já que se trata de uma moto com vocação urbana para quem quer rodar com estilo.

Sem cromados, nenhum acessório, banco solo, um guidão, duas rodas e o motor Evolution, com dois cilindros em “V” e 883 cm³ com refrigeração a ar, usado na linha Sportster desde 1984. Uma moto custom minimalista, reduzida ao essencial. Assim é a Iron 883, integrante da linha Dark Custom da marca norte-americana.
Sem itens cromados, a Iron pertence à família das Dark Customs 

 A 883 Iron tem praticamente tudo pintado na cor preta. Do motor, passando pelo protetor de corrente, suporte das luzes de direção, guidão, painel, rodas até chegar às pedaleiras, tudo mesmo é bastante dark. O que confere à Iron uma atitude “bandida”, e atrai quem não curte os cromados de outros modelos H-D. Contribui para isso ainda os pára-lamas cortados (chopped), as sanfonas de borracha retrô no garfo da suspensão dianteira e a ausência de uma lanterna traseira. As luzes de direção (piscas) traseiras com LEDs trazem a lanterna e a luz de freio integradas.
A moto tem preço sugerido de R$32.900 

Uma Sportster 

O motor Evolution de dois cilindros em “V” e 883 cm³ com refrigeração a ar, não tem sua potência declarada pela Harley no mercado brasileiro. Porém, em outros mercados, a potência declarada da Iron 883 é de 52 hp a 5.750 rpm – pode haver variação de acordo com cada país em função das leis de emissão de ruídos e poluentes, mas não muito. O número não impressiona, mas condiz com o desempenho do propulsor. Mas a graça do V2 é o torque de 7,2 kgf.m a 4.500 rpm. Bastante força para arrancadas “barulhentas” nos semáforos, ou ainda para engatar terceira no câmbio de cinco marchas e rodar na cidade sem precisar reduzir. Alimentado por injeção eletrônica, o propulsor não exige nem mesmo gasolina de alta octanagem. Com 12,5 litros de capacidade, o tanque peanut contribui para o visual retrô do modelo, porém resulta em baixa autonomia – em nossas primeiras medições o consumo médio ficou na casa dos 19 km/litro.
Simples, o modelo da H-D tem visual retrô 

Ciclística simples 

Ciclisticamente, a Iron 883 também segue à risca a receita da família Sportster. Tem garfo telescópico convencional, na dianteira, e dois amortecedores, na traseira. Com rodas de liga-leve de 13 raios, também pintadas em preto, é claro, a Iron usa aro 19 polegadas, na frente, e 16, atrás. O sistema de freios é a disco em ambas: com pinça dupla na dianteira e pinça única na traseira. Bastante simples, os freios são suficientes para parar com segurança os 251 kg a seco do modelo.

Modelo 2014 
Além de novas cores para 2014, incluindo essa Sand Cammo Denim (um bege fosco) da unidade cedida para teste, a 883 Iron ganhou sistema de freios ABS e o H-D Smart Security System. Um sistema de segurança, instalado na fábrica, que apresenta bloqueio automático hands-free. Ele ativa e desativa as funções de segurança da motocicleta, conforme você se aproxima ou se afasta da moto. Ou seja, não é preciso colocar a chave no contato. A Harley-Davidson Iron 883 custa a partir de R$ 32.900 – mesmo preço que a H-D Roadster 883, porém com outro estilo.