terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Vendas mundiais da Harley-Davidson crescem 4,4%


A América Latina teve o maior crescimento mundial em vendas de motos H-D 

A lendária marca norte-americana de motocicletas Harley-Davidson registrou aumento em suas vendas mundiais em 2013, totalizando 4,4% em comparação ao ano anterior. O maior crescimento na comercialização de suas máquinas foi na América Latina com 13,1%. Ao redor do mundo, os concessionários da fabricante venderam 260.839 motocicletas zero quilômetro, exatas 10.899 unidades a mais que em 2012. Segundo os dados, o lucro da montadora também cresceu: 17,6% a mais, totalizando um faturamento total líquido de US$ 5,9 bilhões e um lucro de US$ 734 milhões em 2013. No Brasil, a H-D segue crescendo e em 2013 foram emplacadas 7.764 motos, o que a colocou na oitava posição do ranking das mais vendidas, ultrapassando BMW e Traxx.

O presidente da Harley-Davidson, Keith Wandell, afirma estar satisfeito com o crescimento contínuo e saudável das operações da fabricante. “Sem dúvida, 2013 foi um ano extraordinário para a Harley-Davidson. Nós anunciamos motocicletas surpreendentes, como o Projeto Rushmore e a Street, celebramos nosso aniversário de 110 anos com nossos clientes em todo o mundo e registramos crescimento financeiro. Nenhum destes resultados seria possível sem o grande esforço de nossos funcionários, concessionários e parceiros, trabalhando como um time único e seguindo com o objetivo de alimentar os sonhos de liberdade de nossos clientes”.


Para 2014, a Harley-Davidson tem expectativa de um crescimento de 7% a 9% 

As expectativas para o ano que começou são grandes. A H-D estima enviar entre 279 mil e 284 mil motocicletas a seus concessionários e distribuidores de todo o mundo em 2014, o que significa um aumento aproximado de 7% a 9% em relação ao ano passado.