terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Kawasaki Z250

A Kawasaki revelou no Japão a nova Z250, a versão “naked” da super bem sucedida Ninja 250.

 Embora tenha lançado a nova Ninja 300, a Kawasaki não abandonou a motorização de 250 cilindradas. Na Tailândia, por exemplo, onde nasceu o projeto da “Ninjinha”, o novo modelo manteve a motorização 250.

 Desde que foi lançada, fruto de uma ótima percepção da Kawasaki de que era necessário ter uma moto de menor cilindrada e apelo esportivo que fosse financeiramente mais acessível, a Ninja 250 tornou-se um sucesso mundial e fez a marca japonesa se tornar líder neste segmento, que só recentemente passou a ser perseguido por outras montadoras. A coreana Hyosung há anos já oferece a GT-R 250, aqui no Brasil conhecida como Kasinski Comet GT-R 250, a Honda lançou a CBR 250RR e a Yamaha está para anunciar a sua R250. Todas estas são carenadas, sendo que a Suzuki foi a única que resolveu apostar num modelo “naked”, já faz dois anos, a Inazuma, vulgarmente chamada de “mini B-King”.
Agora, a Kawasaki passa a apostar também num modelo 250 naked, que nada mais é do que a última versão da Ninja 250 “despida” de carenagem e dotada de um conjunto ótico próprio deste tipo de moto. Para se alinhar na tradicional família “Z”, ganhou piscas e painéis laterais ao estilo da Z1000. De resto, apenas o guidão é levemente mais alto e mais largo que o da Ninja 250. Haverá duas versões, uma sem ABS e outra com ABS.

 Para os mercados da Europa e América, é bem provável que esta nova moto seja a Z300, portanto com plataforma igual à da atual Ninja 300.

 VIDEO: