sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Husqvarna Nuda 900 e Nuda 900 R serão montadas em Manaus

De volta ao Brasil, a marca Husqvarna anunciou na última terça-feira (23) que vai montar na fábrica da Dafra, em Manaus, no segundo semestre, os modelos Nuda 900 e Nuda 900R. As motos se juntam à TE 477 e TE 310R, ambas da modalidade off-road enduro, que foram os primeiros modelos confirmados nesse retorno e que devem ser importadas em breve. A marca sueca com sede na Itália, que pertence à BMW, ainda não divulgou os valores das motos. Motos da BMW já são montadas nas mesmas instalações no AM.

Lançada em 2011, a Nuda utiliza como base a BMW F 800 R, porém, com itens mais refinados e mais potência. Destinada ao asfalto, ela tem, ao mesmo tempo, características de uma naked e de uma supermotard. No ano passado, ela e a sua versão R passam a contar com sistema de freios ABS, como opcional, na Europa. Não há informação se o equipamento estará na moto que será feita no Brasil.

 Também em 2012, o motor bicilíndrico passou de 798 cm³ (F 800) para 898 cm³. O propulsor de dois cilindros com refrigeração líquida da Nuda é capaz de alcançar 105 cv de potência máxima a 8.500 rpm e 10,1 kgfm a 8.500 rpm. A Nuda 900R é a versão topo de linha da motocicleta e possui elementos mais aprimorados nas suspensões e freios. As bengalas invertidas na dianteira contam com regulagem na pré-carga das molas e o sistema de freio dianteiro é de competição, com pinças monobloco da Brembo.

 De acordo com a Husqvarna, a Nuda 900 tem média de consumo de 25,6 km/l, enquanto a Nuda 900R pode realizar 23,25 km/l — com velocidade média de 90 km/h. Estes modelos, segundo a fabricante, marcam uma nova geração de motocicletas da Husqvarna, que misturam sua tradição em competições com a tecnologia BMW.

 A presença da Husqvarna no Brasil ocorreu nos últimos anos por meio do Grupo Izzo. No entanto, de um momento para outro, as vendas das motos se encerraram no país e a marca estava sem representação até então. Nesta nova fase da empresa no país, novos concessionários serão selecionados – alguns já vendem produtos da BMW Motorrad – divisão de motos da fabricante alemã.