segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Honda MSX 125

Com a proposta de ser uma moto divertida destinada ao público jovem, a MSX 125 foi apresentada pela Honda, nesta quarta-feira (9), na Europa. Trata-se de um modelo totalmente novo e, segundo a marca, revive o conceito Monkey de 1963, devido às suas dimensões compactas. Com apenas 101,7 kg, a MSX tem sua produção na Tailândia e possui motor de 124,9 cilindradas, que gera 10 cavalos de potência máxima a 7.000 rpm.

 De acordo com a empresa, este monocilíndrico possui injeção eletrônica e rende 1,11 kgfm de torque a 5.500 rpm. Ele é da mesma geração de motores que equipam PCX 150, CBR 250R, e CRF 250L, possuindo tecnologia de baixa fricção para deixar o consumo mais eficiente. A refrigeração do propulsor e a ar e o tanque da MSX pode comportar 5,5 litros de combustível. O câmbio é de 4 marchas e o chassi é de aço.

 Seu tamanho diminuto fica claro pelas dimensões: 1.760 mm de comprimento, 755 mm de largura e 1.010 mm de altura – as rodas são de 12 polegadas, tamanho similar ao de alguns scooters.
Uma CG 125, por exemplo, tem 1.978 mm de comprimento, 731 mm de largura e 1.053 mm de altura. A MSX 125 é menor até que a Honda Pop, modelo mais compacto da empresa no Brasil, que tem 1.819 mm de comprimento, 742 mm de largura e 1.020 mm de altura.

 Contudo apesar de compacta, a MSX 125 não deixou de lado equipamentos mais refinados, como painel de LCD e freios a disco na dianteira e na traseira. O modelo chega à Europa no primeiro semestre de 2013, ainda sem preço definido.
Geração Y

No comunicado de lançamento, além de mencionar a inspiração nas Monkey-bikes, modelos de tamanho reduzido que fizeram sucesso a partir da década de 1960, a Honda também declarou que o público alvo do modelo é a chamada “geração Y”, que cresce na era da internet. MSX vem de “Mini Street X-Treme”, ou seja, um modelo urbano e pequeno, com pegada radical.

 Para tentar conquistar o público, a Honda empregou um visual mais moderno na MSX, comparando às antigas Monkey. Além disso, o conjunto óptico do modelo possui elementos de LED. A suspensão dianteira é do tipo invertida na dianteira, opção que oferece maior amortecimento e geralmente é presente em modelos de categorias superiores – na traseira a moto faz uso de monoamortecedor.