domingo, 13 de maio de 2012

Setor de duas rodas apresenta retração em abril

                                Produção e vendas de motocicletas têm retração em abril 

 Mesmo com o anúncio de redução na taxa dos juros anunciadas pelos bancos em abril, o setor de duas rodas apresentou uma retração nos emplacamentos de motocicletas no mês passado. Foram emplacadas 132.227 unidades, o que corresponde a uma baixa de 20,2% ante março e 9,5% em relação a abril de 2011, segundo dados compilados pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Hoje, a Abraciclo, associação que reúne os fabricantes de motos e bicicletas, divulgou o balanço da produção em abril que também retraiu. As fabricantes produziram 145.697 unidades no mês passado, volume 18,8% menor que o registrado em março (179.451) e 18,4% inferior a abril de 2011 (178.646). Já as vendas diretas (venda para as concessionárias) de motocicletas no mercado interno totalizaram 138.608 unidades no mês passado. Foram 164.688 unidades em março deste ano – uma baixa de 15,8%. A redução chegou a 20,2% no comparativo com o volume comercializado no mesmo mês do ano passado (173.735 unidades). “As reduções nos juros não se refletem na aprovação do crédito. Na prática, persistem a maior seletividade e o rigor na liberação dos financiamentos, observados desde o final do ano passado. Com isso, grande parte dos consumidores de motocicletas, que pertence às classes socioeconômicas C e D, acaba impossibilitada de concretizar a compra, o que acarreta em quedas nos negócios e, consequentemente, na produção”, afirma Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo recém-empossado.