sábado, 24 de dezembro de 2011

MV Agusta: modelos já estão sendo produzidos em Manaus


Já saíram da fábrica da Dafra, em Manaus (AM), as primeiras unidades da MV Agusta Brutale e F4. Depois de passarem pelo controle de qualidade e inspeção final, as motocicletas foram avaliadas no dinamômetro do Laboratório de Controle de Emissões de Poluentes e Análises Experimentais e, neste momento, estão seguindo para testes de rodagem em diferentes ambientes, incluindo trechos urbanos e rodoviários.
De acordo com Victor Trisotto, diretor de engenharia da Dafra, esta fase é extremamente importante para garantir que todos os modelos saiam da fábrica em perfeitas condições. “O try-out tem como objetivo demostrar a capacidade de montagem do produto dentro dos critérios de qualidade e com todos os meios finais de produção. Nesta fase, os envolvidos na fabricação já estão treinados e aptos a montar o produto, os meios industriais estão prontos, validados e disponíveis para montagem completa”, explica. “O try-out é fundamental para que a produção em série ocorra com a qualidade prevista e com a cadência desejada. No entanto, vale destacar que os produtos MVAgusta já foram validados em outra fase do projeto com testes mais severos. Estamos agora apenas validando o processo de montagem inicial”.
Após os testes de rodagem, as motocicletas retornam para a engenharia da Dafra para serem inspecionadas. “Em função do resultado da rodagem se dará o ‘Acordo para Produzir em Série’. Caso exista algum ajuste a ser feito, haverá a etapa de correção de montagem e nova rodagem. No total estamos falando de 50 dias entre montagem e testes e aprovação para entrada em série dos modelos MV Agusta”, conta Victor.
No total, a equipe Dafra na operação MV Agusta é composta por 12 pessoas, treinadas durante 60 dias na fábrica da cidade de Varese, na Itália. Ao final deste período, brasileiros e italianos montaram juntos as unidades produzidas na planta de Varese. A previsão é que as primeiras unidades MV Agusta cheguem ao mercado em dezembro deste ano.