quinta-feira, 15 de setembro de 2011


O que atrai os adeptos do motociclismo, antes de qualquer coisa é o instinto de liberdade. Andar sobre uma máquina potente e percorrer os vários lugares do Brasil e do mundo é o que faz esses amantes das duas rodas se apaixonarem cada vez mais pelo o que fazem. Logo nas primeiras décadas do século XX, surgiram as corridas e conseqüentemente o encontros dessas pessoas que tinham um objetivo em comum: a paixão pela moto.
Com o tempo, esses motociclistas começaram a se reunir nos finais de semana, transformando o que antes poderia ser intitulado apenas de um grupo, em um estilo de vida. Eles passaram a adotar escudos, vestimentas e ideologias próprias do movimento.

Os primeiros moto-clubes surgiram na década de 30 nos EUA, hoje são vários espalhados por todo o mundo. No Brasil o moto-clube mais antigo é o Moto Clube do Brasil, que é do ano de 1927. Uma coisa é certa, é preciso ter em mente que motociclista não é sinônimo de motoqueiro. Para eles, motoqueiro é qualquer pessoa que simplesmente anda de moto, como um moto-taxista, um motoboy ou um entregador de pizza.